Santa Catarina tem 478 casos de gripe e 63 mortes desde o início do ano – ND Mais – Notícias

Atualizado Há 1 hora

O mais recente boletim epidemiológico divulgado pela Dive (Diretoria de Vigilância Epidemiológica) de Santa Catarina mostrou que houve mais uma morte por Influenza no Estado entre os dias 7 a 14 de outubro. No total, 63 pessoas foram vítimas do vírus apenas neste ano. O documento, emitido na manhã desta segunda-feira (14), é o 25ª do ano.

Neste ano, o balanço emitido Dive aponta que 478 casos de influenza já foram notificados no Estado. Desde a semana anterior, há mais oito casos registrados.

Santa Catarina tem 478 casos de gripe e 63 mortes desde o início do ano – DIVE/Arquivo/ND

Dos casos confirmados como influenza, 367 foram diagnosticados como sendo vírus A (H1N1) e 56 pelo vírus A (H3N2). Do total, 17 ainda aguardam subtipagem. Os outros 37 foram identificados como vírus Influenza B e 1.

Apesar de não ser a cidade catarinense mais populosa, Florianópolis lidera o ranking de casos de gripe. De janeiro até a última segunda, foram 46 pessoas vítimas da doença. Em seguida estão Blumenau com 35, Chapecó com 34, Joinville com 28 e Treze de Maio com 22.

Leia também:

Mais casos em 2019

Faltando ainda três meses para o final do ano, 2019 já supera o ano passado. Em 2018 foram 461 pessoas com o vírus. Conforme a instituição, apesar do aumento, os registros de casos estão dentro do esperado para o período.

Apesar de o vírus influenza intensificar-se no período de maio a agosto, ele circula todos os meses do ano. Por isso, a Dive afirma que é necessário reforçar as medidas de prevenção, principalmente lavar as mãos com frequência e evitar ambientes fechados e com aglomeração de pessoas.

Cuidados

A Vigilância Epidemiológica de Florianópolis reforça alguns cuidados básicos que as pessoas devem incluir em sua rotina para evitar contágios respiratórios, principalmente nessa época do ano. São eles:

  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Lavar as mãos várias vezes ao dia;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir, caso não tenha lenço, proteja com o antebraço evitado as mãos que são importantes veículos de contaminação;
  • Evitar contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de gripe e resfriado;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
  • Evitar sair de casa em período de transmissão da doença;
  • Higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Evitar aglomerações e ambientes fechados (procurar manter os ambientes ventilados);
  • Manter os ambientes bem ventilados;
  • Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas.

Be First to Comment

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.