Saúde já tem confirmados 139 casos de caxumba – Tribuna de Petrópolis

A prevenção das duas doenças é feita com a vacina tríplice viral, que também imuniza contra a rubéola. Ao todo, entre adultos e crianças, já foram aplicadas, no município, 13.288 dosages, sendo que 99,34% das crianças de 1 ano receberam a vacina atendendo a meta do Ministério da Saúde.

No município, até a última semana, o número não passava de 90, mas segundo um novo levantamento a cidade registra 139 casos de caxumba. Segundo a Prefeitura, os registros sobre os casos de caxumba são coletados manualmente nos postos de saúde, e por isso há mais lentidão na contagem.

De acordo com a Superintendência de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da Secretaria de Estado de Saúde (SES), nos primeiros oito meses deste ano foram registrados 2.979 casos de caxumba no estado. O número é 130% maior comparado a 2018, quando foram 1.973 registros em todo ano. Mas segundo a Secretaria, embora tenha tido um aumento na incidência da doença, não foram registradas mortes provocadas pela caxumba de 2017 até agosto deste ano.

A segunda etapa da campanha será realizada no próximo mês, a partir de 18 de novembro, para as pessoas de faixa etária entre 20 e 29 anos que não estiverem com a caderneta de vacinação em dia.

A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo prevê a imunização de crianças de seis meses a menores de 5 anos até o dia 25 de outubro. Neste período, os profissionais das 15 salas de vacina da rede pública atuarão na verificação das cadernetas de vacinação. O foco são crianças entre 6 meses e 4 anos de idade, e adultos entre 20 e 29 anos. Os objetivos são ampliar a cobertura vacinal e atualizar a caderneta de vacinação dos grupos que têm maior incidência da doença, garantindo que estejam com a imunização em dia.

Casos de sarampo – De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, foram investigados 21 casos até 7 de outubro, mas deste total, 20 foram descartados. O município aguarda o resultado da análise do caso de uma mulher que morreu no fim de agosto, cujo laudo ainda não foi liberado pela SES. No Estado, foram notificados 68 casos de sarampo, este ano.

Subiu de 90 para 139 o número de casos confirmados de caxumba no município. De acordo com a Secretaria de Saúde, o número não é considerado um surto. A caxumba é uma das doenças que pode ser prevenida com a vacina triviral, que imuniza também contra sarampo e rubéola.

Apesar do alto número, a (SES), informou que não há epidemia de caxumba no estado do Rio de Janeiro, levando-se em conta que o surto é caracterizado pelo aumento de casos acima da média registrada em um determinado período de pace e local concentrado e fechado (tais como uma creche, uma escola, empresa, condomínio, etc).

De acordo com a Superintendência de Vigilância Epidemiológica e Ambiental da Secretaria de Estado de Saúde (SES), nos primeiros oito meses deste ano foram registrados 2.979 casos de caxumba no estado. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, foram investigados 21 casos até 7 de outubro, mas deste total, 20 foram descartados. A Campanha Nacional de Vacinação contra o Sarampo prevê a imunização de crianças de seis meses a menores de 5 anos até o dia 25 de outubro.

Be First to Comment

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.