Spray nasal pode causar vício e rinite medicamentosa; entenda – Tem Londrina

Foto: Bigstock

Quem sofre com o nariz entupido sabe do poder descongestionante do spray nasal, porém, seu uso contínuo pode causar vício e um efeito rebote que os médicos chamam de rinite medicamentosa.

A pessoa que faz uso desses vasoconstritores nasais pode ter a necessidade de doses cada vez maiores e freqüentes, o que leva, muitas vezes, à dependência. Chega um momento que o uso afeta a capacidade dos vasos se contraírem e se dilatarem sozinhos. É por isso que os médicos recomendam cautela no uso de spray nasal.

O correto é usar esse tipo de medicamento apenas sob orientação médica e por prazo determinado, que não deve passar de cinco dias, no máximo.

Como funciona o spray nasal?

As substâncias vasoconstritoras desses sprays fazem os vasos se contraírem e o fluxo de sangue diminuir. Com isso, o edema da mucosa regride e a produção de muco baixa, melhorando a respiração. Tudo isso de forma rápida, o que propicia um alívio quase instantâneo.

Método natural e seguro

Um jeito de manter o nariz descongestionado é deixar as narinas hidratadas com soro fisiológico. Nesse caso, não limite de vezes para a aplicação. Usar umidificador de ar também ajuda.

Foto: DmitriMaruta/istock


Redação Tem

Be First to Comment

    Leave a Reply

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.